Mulher com dor de cabeça - enxaqueca vestibular

A Enxaqueca Vestibular é um quadro de enxaqueca que traz a tontura como sintoma associado. Pode ocorrer em pessoas de ambos os sexos e de todas as idades, mas é mais frequente em mulheres em idade fértil, especialmente entre aquelas que já têm histórico de enxaqueca.

Se você costumava ter dores de cabeça e passou a apresentar também alterações de equilíbrio, precisamos pensar na Enxaqueca Vestibular, um quadro bastante comum, mas muito menos falado do que a enxaqueca clássica.

Embora a doença muitas vezes se apresente de forma intensa, com crises agudas e debilitantes, a Enxaqueca Vestibular é um quadro que pode ser tratado e que requer cuidados diários com a saúde.

Continue a leitura para saber mais!

Conteúdo:

O que é Enxaqueca Vestibular?

A Enxaqueca Vestibular, também chamada de Migrânea Vestibular, é um quadro típico e famoso por provocar sintomas da enxaqueca e tontura.

A dor característica da enxaqueca é aquela que se manifesta geralmente em um único lado da cabeça, com intensidade moderada a forte e que gera uma sensação de pulsar. Pode durar horas ou se estender por dias, provocando também náuseas e sensibilidade aumentada à luz, ao som e a determinados odores.

Na Enxaqueca Vestibular, a tontura predominante é a vertigem, a sensação de que seu corpo ou o ambiente está girando, que pode durar minutos, horas ou até dias, e que pode vir acompanhada de outros sintomas otorrinolaringológicos, como o zumbido no ouvido ou sensação de ouvido tapado. 

Qual médico procurar?

Diante de dois sintomas diferentes, como a dor de cabeça e a tontura, muitos pacientes têm dúvida sobre qual médico procurar.

Recomendado para você:  Tontura cervicogênica: o que é, sintomas, principais causas e tratamento

Em rigor, sempre que a tontura é um sintoma importante, o primeiro médico a ser consultado é o otorrinolaringologista, que é o profissional de saúde qualificado para lidar com distúrbios e doenças relacionadas ao equilíbrio e ao sistema vestibular.

Você também pode optar por consultar um otoneurologista, que é um otorrinolaringologista especializado em tontura e zumbido no ouvido. Este médico pode oferecer uma investigação mais aprofundada do sintoma.

A Dra Nathália Prudencio é médica otoneurologista e está disponível para atendimentos por teleconsulta e presencialmente, em São Paulo. Nossos consultórios estão localizados em Moema e na região de Alphaville e Tamboré.

Como é o tratamento da Enxaqueca Vestibular?

A Enxaqueca Vestibular é um quadro que deve ser controlado, que requer a adoção de hábitos saudáveis e também algumas medicações para controle dos sintomas.

É fundamental que o paciente mantenha um estilo de vida saudável, o que envolve praticar atividades físicas, se alimentar em intervalos regulares, ter um sono de qualidade e evitar determinadas substâncias em excesso, como álcool, açúcar e cafeína, que comumente funcionam como gatilho para as crises.

É importante destacar que o tratamento pode variar de pessoa para pessoa, a depender da frequência e da intensidade das crises de tontura e de dor de cabeça. Embora os sintomas sejam semelhantes, as particularidades são frequentes. Alguns pacientes podem necessitar de ajustes específicos na dieta, assim como alguns podem necessitar de medicação diária para evitar novas crises. 

Por isso, o acompanhamento de um especialista é fundamental para realizar a correta investigação do quadro e a adoção de uma estratégia de tratamento personalizada para o paciente.

Recomendado para você:  Enxaqueca Vestibular: qual é a influência da alimentação no controle das crises?

Dúvidas comuns sobre a Enxaqueca Vestibular

Para finalizar, algumas dúvidas comuns sobre a Enxaqueca Vestibular. Confira!

1. Quanto tempo dura uma crise?

Como dito, as crises de Enxaqueca podem durar algumas horas ou se estender por alguns dias. A tontura pode surgir ou não durante as crises, podendo se apresentar também em outros momentos.

2. A Enxaqueca Vestibular pode piorar com o tempo?

A Enxaqueca Vestibular não segue um padrão uniforme para todos os indivíduos. A maioria das pessoas, porém, experimenta melhora nos sintomas ao longo do tempo quando seguem o tratamento adequadamente e mantém as mudanças no estilo de vida.

3. A Enxaqueca Vestibular pode ser influenciada pelo ciclo menstrual?

Sim. Alterações hormonais em geral podem influenciar a frequência e a severidade das crises. Nas mulheres, é comum os sintomas piorarem próximo à menstruação, por exemplo.

4. Atividade física intensa pode piorar os sintomas?

Se o paciente estiver em meio a uma crise de Enxaqueca Vestibular, sim pode. Por isso, é importante medicar o paciente de forma adequada para que ele possa retornar às suas atividades.

5. Café pode piorar a Enxaqueca Vestibular?

De maneira geral, recomendamos que o paciente consuma café de maneira moderada, assim como álcool e alimentos açucarados, pois podem funcionar como gatilho em alguns pacientes. Entretanto, nem todas as pessoas vão reagir da mesma forma às substâncias, por isso é necessária uma investigação personalizada.

6. Como saber se tenho Enxaqueca Vestibular e não outra doença?

A Enxaqueca Vestibular pode ser confundida com outros quadros, como a Doença de Ménière, por isso é importante realizar uma investigação ampla e descartar possibilidades. O diagnóstico, porém, só pode ser feito por um médico especialista, que levará em conta, principalmente, a história clínica do paciente.

Recomendado para você:  Álcool e tontura: efeitos do álcool no equilíbrio, dicas para prevenir a tontura e o que fazer caso ela persista

7. Estresse e ansiedade podem causar crises?

Situações estressantes ou distúrbios do humor, como ansiedade e depressão, podem desencadear crises de Enxaqueca Vestibular e dificultar o controle da doença. Essa relação, porém, é complexa, se apresenta de maneiras variadas e deve ser levada em conta na avaliação do paciente.

Resumindo, a Enxaqueca Vestibular é uma doença comum, especialmente em pessoas com histórico de enxaqueca. Em todos os casos, se você sofre com episódios de dor de cabeça e tontura (juntos ou não), não deixe de consultar um otorrinolaringologista ou otoneurologista.

Quer saber mais? Confira outros conteúdos relacionados:

 


Sobre Dra Nathália Prudencio

Dra Nathália Prudencio é médica otoneurologista, especialista em tontura e zumbido. Saiba mais
Você confere orientações e dicas sobre esse e outros assuntos aqui no blog e também no Facebook, no Instagram e no YouTube.
A Dra Nathália está disponível para teleconsultas e consultas presenciais em São Paulo. Agende uma consulta pelo Doctoralia ou pelo WhatsApp!